Um seringal na memória histórica e afetiva do amazonense

Em abril de 2004 o Jornal do Comércio de Manaus publicava, com dedicado vagar, o roteiro da visita a um dos museus de sua cidade. O entusiasmo não era desprovido de razões. Com acesso realizado estritamente por via fluvial, seria a primeira vez que o Museu do Seringal Vila Paraíso, inaugurado em 2002 e localizado no Igarapé São João, um afluente do Igarapé do Tarumã Mirim, ficaria aberto à visitação pública. Ali, a memória de um época ousa a garimpar os territórios do presente: o Museu do Seringal Vila Paraíso, afinal, é uma reprodução fiel de um seringal que realmente existiu em Humaitá, a cerca de 600 km de Manaus.

Confira a matéria:

Museu retrata período áureo da borracha

O escritor Mario Souza em seu livro “A expressão amazonense” questiona a falta de registro da nossa história, dos nossos artistas, e de nossa arte. Na obra, o autor se declara um apaixonado pelo resgate da nossa verdadeira memória embarcando pela história extrativista da borracha – riqueza que faz parte da nossa cultura socioeconômica. Dessa forma, para quem quer conhecer melhor essa parte da história, a referência é o Museu do Seringal Vila Paraíso. Inaugurado em agosto de 2002, como um expressivo projeto cultural do governo do Estado, o local conduz o visitante aos tempos áureos do ciclo da borracha.

O museu apresenta uma visão próxima do que era um seringal da época, até por conta de sua localização, no Igarapé São João, afluente do Igarapé Tarumã-Mirim. Um detalhe curioso é que as instalações do local serviram de cenário para o filme de longa-metragem “A Selva”, do diretor Leonel Vieira, com adaptação do livro do escritor português Ferreira de Castro, no qual acontece o registro do passado histórico que marcou a sociedade e a economia da Amazônia no início do século XX. [...]

Continue a leitura, na edição da época, na Hemeroteca Digital Brasileira, Fundação Biblioteca Nacional.

[Fonte: Jornal do Comércio, Manaus, edição de 27 de abril de 2004. Disponível em: Hemeroteca Digital Brasileira, Fundação Biblioteca Nacional]

E não deixe de conhecer esse espaço único em nosso país. Confira os dias e horários de funcionamento do Museu do Seringal Vila Paraíso e planeje sua visita!