Repatriação Digital do Acervo Confiscado de Terreiros

de 29/11/2017
até 01/12/2018
de segunda a sexta, das 09h00 às 17h00; aos sábados, das 13h00 às 17h00

 

FOTO: Marcos Tristão / Agência O Globo

 

A mostra Repatriação Digital do Acervo Confiscado de Terreiros foi realizada em parceria com o Centro Cultural São Paulo. São expostas fotografias de objetos de terreiros do Recife que foram apreendidos pela polícia nos anos 1930, momento em que as religiões de matriz africana eram perseguidas pelo Estado brasileiro. Estes objetos, que foram cedidos à missão folclórica de Mario de Andrade, no ano de 1938, estão hoje sob a guarda do Centro Cultural São Paulo.

Segundo o portal do Museu da Abolição, "o projeto Repatriação Digital identificou e digitalizou todo os objetos dos terreiros do Recife, salvaguardados pela Missão, disponibilizando em visão 360 graus e atualizando sua documentação museológica". As fotografias passaram a compor do acervo digital do MAB e o inventário do Museu Afrodigital. Ainda segundo o site, "o resultado deste trabalho, além de permitir ao público pernambucano o acesso ao acervo que se encontra distante, nos dá a possibilidade de resgatar memórias sociais em torno das perseguições das expressões religiosas de matriz africana, ocorrida nos anos de 1930 em Recife". A mostra foi realizada também em parceria com Museu Afrodigital (PPGA/UFPE) e contou com o apoio da Lei de Incentivo à Cultura do Estado de Pernambuco – Funcultura. 

temas relacionados